Superbom inicia exportação de queijos veganos para Oceania

Investimento para enviar produtos que atendessem as exigências do mercado consumidor australiano e neozelandês foi de aproximadamente 500 mil reais

Superbom, empresa especializada na fabricação de produtos saudáveis e com mais de 90 anos de atuação, começa a exportar, neste mês, três dos cincos tipos de queijos veganos do seu portfólio para Austrália e Nova Zelândia. A iniciativa é realizada em parceria com a marca australiana Sanitarium, com o objetivo de levar a inovação e os benefícios da linha de queijos veganos para outros países que já possuem o consumo de alimentos saudáveis consolidado.

A diretora de P&D e de produção da Superbom, Cristina Ferreira, comenta que o projeto todo foi desenvolvido em 18 meses e, por enquanto, estão sendo exportados queijos veganos tipo cheddar, mussarela e parmesão, à base de amido de batata e óleo vegetal de coco. O investimento foi de cerca de 500 mil reais para realizar adaptações nos produtos, com o objetivo de atender as demandas e especificidades do mercado consumidor australiano e neozelandês.

Entre as características que passaram por alterações foram as embalagens. “No Brasil, o queijo é envasado em formas e depois retirado para embalagem e vácuo. Já nos produtos que foram para Austrália e Nova Zelândia, adicionamos novos equipamentos, para que os queijos fossem envasados diretamente na embalagem de comercialização com aplicação de vácuo para preservação do produto”, pontua. Outra mudança está no tamanho, no Brasil os queijos são comercializados nas versões 480g e 2.300g, enquanto para exportar foi feita uma versão exclusiva de 200g.

A fórmula original também sofreu modificações, sendo a substituição do óleo de palma pelo de coco a principal, uma vez que os consumidores da Oceania já estão familiarizados com o óleo de coco nos mais diversos produtos. Segundo a executiva, com essas adaptações foi possível ajustar o sabor, a textura e o aroma dos produtos, de acordo com as preferências do público-alvo.

Expectativas com o projeto

Apesar de depender da performance dos produtos nos pontos de vendas, o diretor de marketing da Superbom, David Oliveira, revela que a empresa espera um incremento de 50% na categoria de queijos veganos, a partir do segundo ano de exportação.

“O mercado consumidor da Oceania é extremante adepto à alimentação mais saudável, sempre em busca de inovações no segmento de alimentos vegetarianos e veganos. Além disso, o poder aquisitivo da população permite que eles optem por alimentos mais saudáveis e benéficos para saúde mesmo pagando um pouquinho a mais. Por isso, nossos queijos veganos têm a receita certa para serem sucesso de vendas”, finaliza Oliveira.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Desenvolvido por KYU design gráfico