Mococa amplia seu portfólio e anuncia relançamento da manteiga para atender o mercado

151 en Manteiga-Mococa---Lata


Primeiro produto da empresa, agora conta com 4 opções de embalagens e distribuição nacional

Com mais de um século de tradição, a Mococa está presente há gerações na mesa de muitos brasileiros. De uma pequena empresa de produção local no interior de São Paulo, na cidade de mesmo nome, se tornou uma marca de laticínios conhecida em todo o País. A marca apresenta a manteiga Mococa, produto que foi responsável pela fundação da companhia está sendo produzido em escala industrial com distribuição nacional.

Disponível em quatro versões – lata, pote e tablete, de 200g; e pote, de 500g – a empresa aposta na qualidade e na tradição do produto. “Feita a partir do mais puro leite e fonte de vitamina A, a manteiga com sal Mococa é perfeita para acompanhar a hora do lanche ou dar aquele toque especial nas receitas de pães, bolos e pratos diversos, com qualidade e consistência de uma marca centenária”, comenta Michelle Oliveira, coordenadora de Marketing da Mococa.

Um pouco de história
Foi em 1919 que Dona Izabel Barreto, com uma batedeira manual e uma prensa de madeira, começou a fazer manteiga, o primeiro produto da marca Mococa, para atender o comércio local da cidade. Na época, foi contratado o primeiro empregado, que se chamava Francisco Pinheiro. Em 1922, com o aumento da demanda e as vendas já atingindo as cidades vizinhas, Dona Izabel contratou um técnico e um químico francês, de nome Dionísio, que permaneceu com ela até 1925.

O primeiro grande reconhecimento
Em dezembro de 1925, foi realizada uma exposição em São Paulo (SP) de produtos de laticínios e a manteiga Mococa, analisada por técnicos internacionais, foi premiada com uma medalha de ouro por sua excelente qualidade.

Em crescimento
Em 1930, acompanhando a Revolução Industrial Brasileira, a manteiga começou a ser produzida em escala industrial. O produto era feito até então a partir do creme de leite fornecido por produtores da região e, nessa época, a empresa começou a comprar também o leite in natura, e o creme de leite era extraído na própria fábrica, utilizando uma desnatadeira. “Foi uma inovação para os fazendeiros do município, que passaram a ter uma nova fonte de renda, entregando leite inclusive aos domingos. Entretanto, a cidade de Mococa não tinha energia aos domingos. Com isso, para a produção, foi instalada uma caldeira locomóvel, e a empresa adquiriu equipamentos para confecção de gelo, visando conservar os produtos”, conta a especialista.

Em 1934, um novo reconhecimento, a manteiga Mococa foi premiada com a Cruz de Mérito, em Florença na Itália. Já em 1947, foi instalada uma máquina automática suíça de empacotar manteiga, sendo a marca uma pioneira no mercado com essa embalagem.

A partir de 1956, a Mococa começou a fazer novas apostas no segmento de laticínios, com a produção de leite em pó. Desse momento em diante, a empresa construiu uma trajetória de ascensão com a diversificação de produtos, oferecendo atualmente condensados, cremes, achocolatado, queijo ralado, coco ralado e leite de coco. “Da manteiga que deu origem à Mococa, nossa marca evoluiu na linha de produtos e embalagens, investiu em tecnologia, mas continua com o foco na máxima qualidade e fidelidade ao sabor do campo, que é o que interessa para os nossos consumidores”, finaliza Michelle.

 

Desenvolvido por KYU design gráfico