Geleia formulada com peptídeo da carcinina combate danos na pele do excesso de açúcar

A geleia é formulada com ingrediente (Glycoxil), que impede a ação do açúcar sobre as fibras responsáveis pela sustentação da pele.

A nossa alimentação interfere diretamente no estado de nossa pele, sendo o açúcar um dos principais vilões para a saúde do tecido cutâneo. Isso por que o consumo excessivo de açúcar pode acelerar o aparecimento de rugas e flacidez, visto que desencadeia um processo conhecido como glicação, onde as moléculas de glicose se ligam às fibras de elastina e colágeno, responsáveis pela sustentação da pele, fazendo então com que estas se quebrem. Mas ainda é possível adoçar a vida com opções como a Geleia Antiaçúcar, da Biotec Dermocosméticos. “Com ela, é possível continuar a consumir açúcar de forma moderada sem se preocupar com o envelhecimento precoce da pele”, afirma Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

A ação do produto deve-se ao fato de ser formulado com o ativo Glycoxil, uma molécula capaz de reverter os danos que o açúcar causa na pele. “Considerado atualmente como um dos mais importantes nutracêuticos no combate à glicação, o Glycoxil é uma substância (peptídeo) derivada da Carcinina que possui ação antiglicante, impedindo que a glicação ocorra, desglicante, promovendo a separação da glicose das fibras de colágeno e elastina, e antioxidante, combatendo a ação dos radicais livres. Dessa forma, o ativo atua em todas as em todas as fases da glicação, ajudando assim a prevenir o envelhecimento precoce dos tecidos e a manter a saúde da pele em dia”, explica Mika. E o melhor é que, além de ter efeito antiaçúcar, a geleia de sabor morango é adoçada apenas com sucralose, sendo mais saudável do que outras geleias encontradas no mercado, que são adoçadas com açúcar convencional.

A farmacêutica lembra, contudo, que é fundamental consultar um dermatologista, que poderá prescrever os ativos de acordo com a sua necessidade.

Desenvolvido por KYU design gráfico