FoodTech Expo começa hoje!

 

A segunda edição do FoodTech Expo reúne as principais foodtechs do mundo terá o FoodTech Global Challenge e discutirá um roteiro de ações para novos ingredientes e proteínas alternativas para o Brasil

 Evento online FoodTech Expo nos dias 17,18 e 19 de março contará com a participação de grandes nomes do mercado mundial tais como Jonathan Berger (CEO The Kitchen Hub-Israel) Andy Zynga (CEO EIT-Food- Bélgica), Scott May (CEO Mista Food EUA) e tem o patrocínio de empresas como Givaudan, BRF, Coperion e Dohler. Serão cerca de 80 foodtechs mostrando suas inovações.

O FoodTech Hub Br, ecossistema que reúne empresas, universidades e institutos de pesquisa, foodtech startups, venture capital e órgãos governamentais e não governamentais, com objetivo de fomentar a inovação nos sistemas alimentares por meio de investimentos em foodtechs e inovação aberta, promove, nos dias 17,18 e 19 a segunda edição do evento on line FoodTech Expo

Com patrocínio da Givaudan, BRF, Coperion e Dohler e apoio da ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos), ABIR (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas) e mídia partner, a Revista Indústria de Ingredientes e Alimentos o evento tem como objetivo de conectar as foodtechs com investidores, empresas, academia e governo, num ambiente totalmente virtual.

“No Brasil e América Latina, precisamos desenvolver esse espaço para que as foodtechs possam mostrar suas ideias e soluções. Sabemos que as foodtechs tem papel fundamental na transformação para sistemas alimentares sustentáveis e, portanto, criamos esse evento com o objetivo de fomentar e inspirar o empreendedorismo em alimentos. Esse ano vamos colocar cerca de 80 foodtechs”, explica Paulo Silveira, idealizador do FoodTech Hub Br.

De acordo com as últimas projeções da Organização das Nações Unidas (ONU), a população mundial aumentará de 7,8 bilhões para 9,1 bilhões em 2050. Já segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura  (FAO), para conseguir acompanhar esse crescimento, a produção mundial de alimentos deve ser ampliada em cerca de 70%, o que pode trazer impactos significativos ao planeta.

“A busca por dietas mais nutritivas e uma produção de alimentos cada vez mais sustentável e a garantia da segurança alimentar, acelera a discussão de transformação nos sistemas alimentares com uma produção de alimentos que preserve a biodiversidade e o meio ambiente ao mesmo tempo que promova a saúde e o bem-estar. O Brasil está entre os maiores produtores e exportadores de grãos e proteína do mundo e entendemos que precisamos agregar mais valor na cadeia, do campo à mesa”, afirma Silveira.

 

Alimento e tecnologia

Criado por Paulo Silveira em 2018, o FoodTech Hub Br vem se consolidando como referência no desenvolvimento de um dos melhores ecossistemas de inovação em alimentos do mundo. Os seis principais pilares de interesse são Produtos, Processos e Tecnologia, Food Service, Embalagens Inteligentes, Desperdício de Alimentos e Segurança dos Alimentos.

“Queremos ajudar a desenvolver a inovação focada em tecnologias disruptivas para a produção de alimentos saudáveis, nutritivos, equilibrados e saborosos. Hoje temos um consumidor mais informado e preocupado com o corpo e a mente”, destaca Silveira.

Segundo o UBS em seu relatório de 2019, chamado FOOD REVOLUTION, o mercado de inovação de novos alimentos irá atingir um valor global de aproximadamente USD 700 bilhões em 2030. De acordo com a agência de pesquisas Euro monitor Internacional, atualmente, o Brasil ocupa a quinta posição no ranking de países quando se trata do consumo de alimentos saudáveis. O país conta com várias foodtechs atuando nas mais diversas áreas, desde soluções de gestão para os atores da cadeia de food service, até novos modelos de delivery e de negócios que giram em torno da alimentação saudável.

 

SOBRE O FOODTECH HUB BR

Criado em 2018, o FoodTech Hub Br  é um ecossistema que reúne empresas, universidades e institutos de pesquisa, foodtech startups, venture capital e órgãos governamentais e não governamentais, com objetivo de fomentar a inovação nos sistemas alimentares através de investimentos em food techs e inovação aberta. O FoodTech Hub Br tem como objetivo capitalizar, mentorizar e modelar empresas disruptivas na cadeia de alimentos.

 

Desenvolvido por KYU design gráfico